Foto reúne bilhões de estrelas da Via Láctea

Imagem é composta de pequenos pedaços da galáxia capturados por telescópios britânicos

BBC

29 de março de 2012 | 10h46

Espaços pretos são dados ainda não processados. Imagem: BBC/Reprodução

 

Astrônomos montaram uma imagem gigantesca da Via Láctea revelando detalhes das bilhões de estrelas que compõem a galáxia. A foto é composta de milhares de pequenos registros feitos por dois telescópios britânicos que operam em observatórios no Havaí e no Chile.

 

Os arquivos do projeto, conhecido como Vista Data Flow System, serão analisados e podem dar início a novas descobertas no espaço próximo à Terra. "Há cerca de um bilhão de estrelas ali, e isso é mais que já foi registrado em qualquer outra imagem. Me ocupei horas com ela, é incrível", disse Nick Cross, da Universidade de Edimburgo, que apresentou a imagem na Conferência Nacional de Astronomia da Grã-Bretanha.

 

A imagem se concentra no plano denso da galáxia, o que significa que ela gera uma longa faixa. Cross e seus colegas produziram uma ferramenta online que permite aos usuários fazerem uso do zoom para checar certas áreas. Ainda assim, o pequeno fragmento focalizado apresentará milhares de estrelas. Os espaços pretos são partes referentes a dados ainda não processados.

 

O projeto já tem dez anos de duração e combina dados adquiridos pelos Telescópio Infravermelho da Grã-Bretanha, situado no Havaí, e do Telescópio Vista, do Chile. Esses dispositivos analisam o espaço por ondas infravermelhas, o que lhes permite ver além da nuvem de poeira cósmica da Via Láctea que poderia esconder astros, planetas e outros corpos celestes.

 

Pesquisadores das universidades de Edimburgo e Cambridge processaram e arquivaram os dados que compõem a imagem e a tornaram disponível para estudo de astrônomos de todo o mundo.

 

"A foto pode ser usada para muitas coisas. Vai nos ajudar a compreender a natureza da nossa galáxia, a ver onde tudo está. Alguns a usarão para encontrar uma estrela formando regiões, e há muitas dessas no plano galáctico", disse Cross. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.