França encomenda 94 milhões de doses de vacina H1N1

A França registrou mais de 600 casos da gripe A H1N1 desde o final de abril, segundo dados oficiais

AE, Agencia Estado

16 Julho 2009 | 18h34

Com 11 mortes, ministério vê circulação do vírus no BrasilA França encomendou 94 milhões de doses de vacina contra a gripe A H1N1, também conhecida como gripe suína, adiantando seus esforços para conter a pandemia que, como advertiu a Organização Mundial da Saúde (OMS), é incontrolável. A ministra da Saúde, Roselyne Bachelot, anunciou a encomenda no valor de ? 1 bilhão após uma reunião de ministros na noite de ontem, dizendo que as vacinas devem ser entregues entre outubro e janeiro.

Exportação de vacina H1N1 pode gerar disputa internacional

Mortalidade da gripe suína é 'impossível de prever', diz estudo

Bachelot disse que os especialistas estão determinando quem deveria ter acesso primeiro à vacina. Profissionais de saúde, mulheres grávidas, crianças e pessoas com doenças crônicas devem ter prioridade. Mas ela disse que o governo tem o objetivo de vacinar todos os que precisem do medicamento em meio a população de 334 milhões de pessoas. Cada uma vai receber duas doses da vacina, com intervalo de semanas entre as aplicações.

As vacinas serão aplicadas em centros especialmente designados e o custo será dividido entre o sistema de saúde público e empresas privadas de seguro-saúde. A partir do final da próxima semana, as farmácias francesas irão distribuir gratuitamente máscaras cirúrgicas e comprimidos antivirais do tipo Tamiflu, ambos com prescrição médica.

A França registrou mais de 600 casos da gripe A H1N1 desde o final de abril, segundo dados da agência de monitoramento de saúde pública, a "INVS", mas até agora não houve mortes pela doença. O laboratório Sanofi-Pasteur vai fornecer 28 milhões de doses da vacina, o GlaxoSmithKline 50 milhões e o Novartis, 16 milhões de doses. A França também tem uma opção de compra de outras 28 milhões de doses do Sanofi-Pasteur e 8 milhões do Novartis.

Mais conteúdo sobre:
França gripe suína vacina

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.