FOTO TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO
FOTO TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO

Freira é vacinada contra o coronavírus no dia em que faz 92 anos e ganha parabéns da equipe médica

Ilda Lopes Ribeiro foi levada à UBS de Santa Cecília na manhã desta sexta-feira, 5, pela amiga Valdete, com quem convive há mais de 60 anos

João Ker, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2021 | 17h59

A manhã desta sexta-feira, 5, foi de dupla comemoração para a freira Ilda Lopes Ribeiro. No mesmo dia em que completa 92 anos, ela foi vacinada contra a covid-19 na UBS Humberto Pascale, em Santa Cecília, na capital paulista, e ainda foi surpreendida por um coro de parabéns cantado pela equipe da unidade. 

“Foi muito bom. Ela foi aplaudida e ficou muito emocionada, dava para ver a animação nos olhos dela”, conta a também freira Valdete Contin, de 86 anos, responsável por levar a amiga e outras duas companheiras de congregação, uma de 90 anos e outra de 97, à UBS. 

Ela conta que Ilda, natural de Juquiá, no interior do Estado, é sua amiga há pelo menos 60 anos, desde que se conheceram na Congregação de Nossa Senhora Cônegas de Santo Agostinho. “Somos amigas a vida inteira, mas agora a Ilda está com uns problemas de memória e não consegue lembrar das coisas de forma muito linear”, explica.

A ideia para os parabéns veio de uma atendente, quando esta soube que a data marcava os 92 anos de Dona Ilda. "Olha o presente que a senhora vai ganhar, a vacina!”, disse a enfermeira antes da aplicação.”Todo mundo se juntou, foi um grupo grande. O pessoal ficou muito animado”, comemora Valdete.

Ela relata que a amiga se muda na próxima semana para uma casa da congregação onde residem os membros mais velhos, mas que sempre esteve “muito disposta” na congregação, além de já ter trabalhado em enfermarias. “A Ilda tem um espírito sempre alegre, e está sempre pronta para ajudar. Hoje, quando soube que seria vacinada, dava para ver que ela estava feliz.”

A vacinação para idosos acima dos 90 anos foi antecipada para esta sexta, na capital paulista, e deve atender cerca de 33 mil pessoas. Nesse primeiro dias, os relatos de quem foi imunizado transmitiam medo, esperança e planos após a aplicação.  / COLABOROU TIAGO QUEIROZ

Tudo o que sabemos sobre:
vacinacoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.