Frio aumenta sensibilidade de pessoas em tratamento contra o câncer

Pacientes devem ter atenção redobrada no inverno, pois medicamentos provocam queda na imunidade

estadão.com.br

19 Julho 2010 | 10h53

SÃO PAULO - Com a chegada do inverno, pacientes em tratamento contra o câncer precisam ter atenção e alguns cuidados especiais. Isso porque, nesta época do ano, essas pessoas ficam muito mais sensíveis ao frio.

Pensando nisso, o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) Octavio Frias de Oliveira, ligado à Secretaria de Estado da Saúde e à Faculdade de Medicina da USP, preparou algumas dicas para que este período não seja tão sentido pelos pacientes oncológicos.

Alguns sintomas, como sensação de formigamento ou de choque, principalmente nas extremidades corporais (mãos e pés), surgem como efeitos colaterais de alguns quimioterápicos, principalmente os utilizados para tratamento de tumores no cólon, reto e estômago.

É importante lembrar que, em geral, pacientes com câncer devem ter atenção redobrada com a saúde nos períodos de inverno, uma vez que as medicações para combater a doença também provocam queda na imunidade.

Algumas atividades simples, como manter as mãos e os pés aquecidos, evitar a ingestão de líquidos gelados e o contato com objetos frios, ajudam a minimizar o desconforto. No mundo todo, centros especializados em oncologia pesquisam novos fármacos para prevenção e tratamento desses efeitos colaterais.

"No Icesp, estamos desenvolvendo um protocolo de pesquisa nesse sentido", adianta o oncologista clínico Daniel Saragioto. Segundo o médico, apesar de bastante comuns, essas alterações são reversíveis: assim que o tratamento termina, os pacientes recuperam a sensibilidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.