Fungo que pode ser letal assusta São José do Rio Preto (SP)

Levantamento feito pela Vigilância Epidemiológica revelou que 40 bairros de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, estão infectados pelo fungo causador da criptococose, doença que matou 215 pessoas no município em 14 anos. O levantamento foi iniciado depois que um homem morreu vítima da doença em agosto. A criptococose é um tipo de micose que pode atingir todo o organismo, apresentando-se freqüentemente como uma meningite. Pode haver comprometimento dos olhos, pulmão, ossos e, às vezes, da próstata. A pele também pode apresentar lesões e ulcerações. De acordo com o biólogo Augusto Azevedo da Silva, em 80% das 54 amostras coletadas em todas as regiões da cidade o resultado foi positivo para a presença do fungo. ?Isso significa que há uma contaminação ambiental que coloca as pessoas em risco, especialmente as de fraco sistema imunológico.? Segundo ele, em todas as regiões foram encontradas amostras de fezes de pombos contaminadas. Por conta da alta incidência do fungo, a Secretaria de Saúde vai intensificar as ações de combate à proliferação de pombos. Na semana passada, seis árvores dormitórios de milhares dessas aves foram cortadas. Em 2004, um estudo estimou em 300 mil o número de pombos na cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.