AP
AP

Furacão interrompe pesquisa no naufrágio do Titanic

A equipe de cientistas vem usando uma dupla de robôs para tirar milhares de fotografias

AP, Associated Press

30 de agosto de 2010 | 17h33

Uma expedição que está vasculhando os destroços do Titanic revelou algumas imagens bem nítidas do famoso naufrágio, mas seus organizadores dizem que estão voltando para a terra firme.

 

Representantes da Expedição Titanic disseram, em nota, que estão retornando para o Canadá porque o mar revolto e os ventos trazidos pelo furacão Danielle vêm impedindo os cientistas de levar adiante seus estudos.

 

A equipe de cientistas vem usando uma dupla de robôs para tirar milhares de fotografias e gravar horas de vídeo do navio, que repousa a cerca de 4 km de profundidade.

 

A expedição partiu de Terra Nova, no Canadá, no início de agosto, dirigindo-se ao local onde o grande transatlântico afundou em 1912, depois de colidir com um iceberg. Mais de 1.500 pessoas morreram o desastre.

 

Cientistas estão usando tecnologias de sonar e de produção de imagens que nunca antes haviam sido aplicadas aos destroços do Titanic. Eles também estão estudando os sedimentos que se acumularam sobre o navio, e elaborando um catálogo dos artefatos que foram ao fundo do mar com o Titanic.

 

A expedição pretende retornar ao naufrágio, depois de um intervalo de poucos dias.

Tudo o que sabemos sobre:
titanicarqueologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.