Fust também vai beneficiar portadores de necessidades especiais

O ministro Hélio Costa anunciou na última sexta-feira que o ministério está finalizando projeto de forma a aplicar R$ 7 milhões dos recursos do Fust em telefonia adaptada a portadores de necessidades especiais, como comunicadores de texto que usam linhas telefônicas comuns e outros aparelhos. A proposta será encaminhada à Casa Civil, devendo ser convertida em um decreto e, conforme a sua publicação, caberá à Anatel conduzir o processo de licitação de fornecedores e compra de equipamentos. Os R$ 7 milhões do projeto são praticamente simbólicos diante dos R$ 4 bilhões acumulados pelo FUST desde 2001 (com previsão de arrecadar outros R$ 640 milhões neste ano). Em janeiro, durante audiência na Câmara dos Deputados, o ministro chegou a anunciar que utilizaria recursos do fundo para instalar e subsidiar as contas de telefones em 100 mil escolas públicas do país, mas o programa ainda não data para sair do papel. Se o plano for adiante, a Anatel depois repassará os equipamentos às concessionárias de telefonia para sua implantação em todo o Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.