Garoto começa a ver cores com íris artificial

Operação foi feita em Nathaniel Brantley, que nasceu sem íris e tinha dificuldades em focalizar objetos

AP,

22 de novembro de 2008 | 15h24

Um garoto de Ohio que nasceu sem íris começa a enxergar cores após receber um implante artificial. Cirurgiões do Instituto para os Olhos de Cincinnati implantaram a prótese de íris na última quinta-feira, no olho direito de Nathaniel Brantley.  A criadora da íris, a alemã HumanOptics, combinou o implante com fotografias do olho da mãe de Nathaniel. O cirurgião Michael Snyder disse que, se tudo correr bem, ele operará o olho esquerdo do garoto. A íris é a parte colorida do olho, que controla a quantidade de luz recebida pelo órgão. Luzes brilhantes sempre machucaram os olhos de Nathaniel, e ele não conseguia focalizar objetos. Antes da operação, ele não enxergava cores claramente.  "Eu posso ver o vermelho, azul, amarelo, laranja, verde e branco", disse Nathaniel na sala de exames.

Tudo o que sabemos sobre:
Saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.