Gestante com gengivite pode ter bebê prematuro

As gestantes portadoras de enfermidades gengivais têm maior propensão a dar à luz bebês prematuros e abaixo do peso normal, revela o dentista Roberto Macedo, doutorando e mestre em estética pela Universidade de São Paulo. "Vários estudos mostram que as doenças bucais aumentam os níveis dos fluidos biológicos que estimulam o trabalho de parto. Assim, o risco de o bebê nascer antes do tempo é maior", explica. Segundo Macedo, o melhor conselho que se pode dar a uma mulher que está pensando em engravidar é que ela vá ao dentista e resolva todos os problemas bucais antes da gestação. O profissional diz ainda que é grande o número de mulheres grávidas com gengivite e, por isso, durante os nove meses de gestação, dentes e gengivas precisam de cuidados especiais. "Mantendo os dentes sempre limpos, especialmente na região do colo dentário, área em que a gengiva e os dentes se encontram, as futuras mamães podem reduzir significativamente ou até evitar a gengivite. E, além disso, elas podem ajudar ainda mais a saúde de seus dentes cuidando da alimentação, substituindo os doces por alimentos integrais, tais como queijo, verduras e frutas frescas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.