Gestão da saúde no pós-pandemia será debatida no Global Forum
Conteúdo Patrocinado

Gestão da saúde no pós-pandemia será debatida no Global Forum

Evento acontece de 6 a 8 de outubro e terá convidados internacionais

Instituto Lado a Lado pela Vida, Estadão Blue Studio
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

06 de outubro de 2021 | 08h30

A sustentabilidade do setor da saúde após a pandemia de covid-19 e os aprendizados obtidos na maior crise sanitária dos tempos modernos serão tema de debate entre hoje, 6, e sexta-feira, 8, na terceira edição do Global Forum – Fronteiras da Saúde. A exemplo do que ocorreu em 2020, o ciclo de palestras e debates organizado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida (LAL) será no formato digital e terá participações de convidados internacionais especialistas em gestão, economia e tecnologia aplicada à saúde.

O primeiro dia do evento vai discutir os efeitos da pandemia nos sistemas de saúde público e privado e como as lições aprendidas tanto no Brasil como no exterior nesses mais de 18 meses de crise podem auxiliar na formulação de políticas para o setor. A palestra de abertura será do professor Nick Guldemond, pesquisador-sênior da Leiden University Medical Center.

Na sequência, o Forum terá um debate sobre as perspectivas do setor de saúde no Brasil no pós-pandemia. Dessa conversa participam a senadora Ana Maria Lemos (PP-RS), o deputado federal Pedro Westphalen (PP-RS), o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica, Alexandre Ferreira Oliveira, e as médicas infectologistas Luana Araújo e Rosana Richtmann.

Na quinta-feira (7), as discussões terão como foco o papel da introdução da tecnologia, especialmente os processos digitais, na gestão da saúde brasileira. O tema inovação já vinha em discussão no Forum desde a primeira edição em 2019, quando a crise do novo coronavírus nem havia começado. Naquela ocasião, houve forte defesa da telemedicina como um facilitador do acesso à saúde, algo que se tornou realidade nos anos seguintes. A tecnologia também é pensada como um facilitador da atuação conjunta entre os setores público e privado.

Na abertura desse segundo dia debates as convidadas internacionais são a professora da Universidade de Chicago, Stacy Lindau, que também é diretora de inovação da NowPow, e Shyama Majumdar, gerente sênior de empreendimentos científicos no Centro Polsky para Empreendedorismo e Inovação da mesma universidade.

A gestão financeira e a sustentabilidade econômica do setor serão os assuntos na sexta-feira (8), terceiro e último dia do Global Forum. O custo da saúde será debatido por economistas como Felipe Saito, diretor do Instituto Fiscal Independente do Senado, além de representantes de entidades de classe e da indústria farmacêutica. A convidada internacional nesses debates é María Antonieta Alva Luperdi, ex-Ministra de Economia, Finanças e Diretora Geral do Orçamento Público do Peru. Ela é hoje diretora Global Covax e líder de projeto da Acasus.

O LAL, que organiza o Global Forum, surgiu há 13 anos promovendo campanhas de prevenção e conscientização sobre doenças crônicas no Brasil – foi dele que partiu a inciativa de trazer para o país a campanha Novembro Azul, sobre o câncer de próstata, por exemplo – e com o passar dos anos ampliou sua atuação. Hoje, se tornou uma organização que promove debates e propõe soluções para os sistemas de saúde público e suplementar.

Detalhes sobre inscrição, programação e a lista completa de convidados podem ser obtidos no site www.globalforumsaude.com.br

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.