Gigantes petrolíferas criam projeto de US$ 1 bilhão contra vazamentos

O sistema deverá estar disponível para uso no máximo 24 horas após o alerta de vazamento

REUTERS

21 Julho 2010 | 18h22

Grandes empresas petrolíferas, incluindo Exxon Mobil e Shell, vão gastar US$ 1 bilhão para desenvolver um novo sistema de contenção de vazamentos no Golfo do México.

 

O projeto, organizado em resposta ao trágico vazamento da BP, será criado com vistas a profundidades superiores a 3.000 metros e terá a capacidade inicial de conter até 100.000 barris (15,9 milhões de litros) de petróleo ao dia.

 

O sistema, que estará disponível para uso no máximo 24 horas após o alerta de vazamento, será usado numa ampla gama de equipamentos e sob diversas condições climáticas. Também terá a possibilidade de expansão.

 

Consistirá de um equipamento submarino especialmente projetado e dotado de conectores para se prender a navios que irão acumular o óleo liberado.

 

Exxon, Shell, ConocoPhillips e Chevron Corp formarão uma organização sem fins lucrativos, a Marine Well Containment Company, para operar e manter o sistema. O grupo absorverá todos os custos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.