Reprodução/@WanmingYang
Reprodução/@WanmingYang

Governadores pedem ajuda a embaixador chinês para evitar atrasos no IFA

Segundo embaixador, China não colocará 'obstáculos políticos' na liberação dos insumos

Bruno de Castro, O Estado de S.Paulo

20 de maio de 2021 | 17h45

Em reunião com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), solicitou ajuda para evitar atrasos na liberação de lotes do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) para a produção da vacina contra a covid-19 Coronavac. 

"O Brasil lamentavelmente é um risco para o mundo. Se não tivermos vacinas, esse risco crescerá ainda mais, porque não é um problema humanitário para o Brasil, é um problema humanitário para o mundo", disse o governador.

Em resposta, o embaixador chinês afirmou que o país não colocará "obstáculos políticos" na liberação dos insumos. 

"A China vai continuar a fornecer insumos para o Brasil e não vamos colocar obstáculos políticos, nem tratamento diferenciado na liberação de insumos para a Coronavac ou para a vacina AstraZeneca. Desejamos o máximo de esforço", afirmou Wanming.

Na quarta-feira, 19, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, confirmou a chegada de 3 mil litros do insumo na próxima semana durante entrevista coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes.

Também participaram da teleconferência com embaixador chinês os governadores do Amapá, Waldez Góes (PDT); Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); e Piauí, Wellington Dias (PT), que coordena a temática vacinas no Fórum de Governadores. 

Doria propôs que a compra de vacinas chinesas que estão em aprovação pela Anvisa seja mediada pelo Fórum, em vez do Ministério da Saúde - que tem contrato com o Instituto Butantan para a entrega de 100 milhões de doses da Coronavac, das quais 47,21 milhões já foram disponibilizadas. 

Em sua conta no Twitter, o embaixador chinês prometeu a liberação de novos lotes de insumos para a produção de 16,6 milhões de doses dos imunizantes no Brasil. "Na conversa com o Fórum dos Governadores informei a liberação dos novos lotes de IFA pra produzir no total 16. 6 milhões de doses da Coronavac e Vacina AstraZeneca, que chegarão no Brasil nos próximos dias. A China, fraterna com o povo brasileiro, está comprometida em parceria de vacinas", afirma Yang.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.