TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Governo antecipa vacinação contra gripe comum para povos indígenas

Campanha começa na próxima quinta-feira, 16, e inclui caminhoneiros, motoristas de ônibus, funcionários do sistema prisional e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis

Vinícius Valfré e Julia Lindner, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2020 | 18h18

BRASÍLIA- O Ministério da Saúde antecipou a vacinação contra a gripe comum para povos indígenas para a segunda fase da campanha nacional. A informação foi dada pelo ministro Luiz Henrique Mandetta, nesta terça-feira, 14, em entrevista coletiva no Palácio do Planalto.

A campanha começa na próxima quinta-feira, 16, e vai até o dia 22 de maio. Também estão incluídos nesta nova etapa os profissionais de segurança, caminhoneiros, profissionais de transportes coletivos, portuários, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, funcionários do sistema prisional, adolescente em medida socioeducativa e presos.

“A meta é vacinar 90% dos públicos prioritários em todas as fases da campanha”, disse.

A saúde dos povos indígenas subiu a um nível de extra de preocupação por conta da chegada do novo coronavírus em tribos. Um adolescente da etnia Yanomami, de 15 anos, que estava infectado pelo novo coronavírus morreu no último dia 9, em Roraima

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.