Ministro da Saúde Arthur Chioro
Ministro da Saúde Arthur Chioro

Governo aumenta salário de profissionais do Mais Médicos

Bolsa Formação mensal passa de R$ 10 mil para R$ 10.513,01; novo edital do programa federal contempla 1,5 mil municípios

Luci Ribeiro, O Estado de S. Paulo

19 Janeiro 2015 | 09h44

BRASÍLIA - O governo federal aumentou de R$ 10 mil para R$ 10.513,01 o valor da Bolsa-Formação mensal que poderá ser paga ao médico participante do programa Mais Médicos. A decisão consta de portaria assinada pelos ministros da Saúde, Arthur Chioro, e da Educação, Cid Gomes. Os efeitos financeiros da medida valem já a partir da competência deste mês de janeiro. 

Na semana passada, o Ministério da Saúde abriu mais uma rodada de contratações para o Mais Médicos. O novo edital abre espaço para que até 1,5 mil municípios solicitem vagas de contratação. Desse total, 424 não participavam do projeto e agora poderão solicitar profissionais.

Segundo dados do ministério, o programa ampliou a assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões do País com carência de profissionais. Por meio da iniciativa, 14.462 mil médicos passaram a atender a população de 3.785 mil municípios, o equivalente a 68% dos municípios do País e os 34 Distritos Sanitários Indígenas.

De acordo com o governo, desde julho de 2013, quando o programa foi criado, cerca de 50 milhões de brasileiros já são beneficiados.

Mais conteúdo sobre:
Mais Médicos salário reajuste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.