Robin Van Lonkhuijsen/ EFE
Robin Van Lonkhuijsen/ EFE

Governo da Bahia compra 80 mil exames de coronavírus de fabricantes internacionais

Foram 60 mil kits de diagnóstico da empresa chinesa Hybribio comprados por intermédio da brasileira B3B A VIDA e outros 20 mil testes comprados também de companhia estrangeira

Da redação, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2020 | 19h22

SÃO PAULO - Diante da dificuldade na compra de testes de coronavírus e demora do Ministério da Saúde para enviá-los aos Estados, o governo da Bahia decidiu fazer por conta própria uma aquisição de 80 mil exames diagnósticos com dois fornecedores internacionais.

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, foram 60 mil kits de diagnóstico da fabricante chinesa Hybribio comprados por intermédio da B3B A VIDA, empresa brasileira importadora e distribuidora de produtos médico-hospitalares, e outros 20 mil testes comprados também de companhia estrangeira, mas que não teve o nome divulgado.

Os testes são do tipo RT-PCR, exame de biologia molecular que identifica se há material genético do vírus na amostra colhida do paciente. Ele é diferente dos chamados testes sorológicos, que buscam os anticorpos contra a doença e, por isso, só podem ser feitos alguns dias após o início dos sintomas. Por isso, os testes do tipo RT-PCR são considerados mais precisos. “Os testes do tipo RT-PCR são apenas para unidades do Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia que realizam testes de biologia molecular, que é o padrão ouro, pois identifica o genoma viral”, destacou a pasta, em nota. 

A secretaria informou que dos 80 mil kits comprados, 25 mil já foram entregues e o restante da remessa será entregue até maio em lotes semanais. Utilizarão os exames as regionais do laboratório público localizadas em Salvador, Porto Seguro, Guanambi, Juazeiro e Vitória da Conquista.

De acordo com o governo baiano, foram realizados no Estado 11.532 exames para coronavírus entre os dias 1 de março e 18 de abril. Ao menos 557 testes aguardam resultado. 

A B3B A VIDA informou que, por meio da parceria com a fabricante chinesa Hybribio, será capaz de fornecer para o mercado brasileiro 3 milhões de kits RT-PCR para diagnóstico de covid-19 nos próximos 60 dias. A empresa chinesa tem capacidade de produção de 200 mil testes por dia.

“A B3B A VIDA mantém funcionários alocados na China, em contato permanente com a Hybribio, de maneira a agilizar compras, o desembaraço alfandegário, garantindo o embarque dos kits por via aérea, de maneira que cheguem rapidamente ao Brasil”, afirmou a empresa, em nota. De acordo com a companhia brasileira, o teste oferecido apresenta mais de 99% de confiabilidade e tem o resultado liberado em cerca de 90 minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.