Governo da Tunísia suspende peregrinação a Meca por gripe

Risco de propagação da doença e impossibilidade de vacinar a tempo impede 10 mil tunisianos de comparecer

Efe,

06 de outubro de 2009 | 16h31

O ministro de Assuntos Religiosos tunisiano, Boubaker el-Akhzouri, anunciou nesta terça-feira, 6, que a peregrinação a Meca do Hajj foi suspensa no país por causa dos riscos de propagação da nova gripe e da impossibilidade de vacinar a tempo os cidadãos que previam viajar à cidade santa muçulmana.

 

Veja também:

linkGripe suína prejudica turismo religioso na Arábia Saudita

link Clérigo saudita veta peregrinação de pessoas com H1N1

link Gripe suína faz Irã proibir peregrinações a Meca no Ramadã

link Religiões adaptam tradições em razão da gripe suína

especial ESPECIAL: Entenda a gripe suína

especial ESPECIAL: Perguntas e respostas sobre a gripe

 

Segundo a rádio estatal, Akhzouri disse que a vacina contra a nova gripe só estará disponível no final de outubro e as operações de importação, distribuição e vacinação não poderão ser realizadas duas semanas antes de obter o visto, como exigem as autoridades da Arábia Saudita.

 

"A peregrinação teve que ser adiada para preservar a vida humana", disse o ministro, lembrando que "a capacidade física e material" é uma condição fixada pelo Islã para o cumprimento dos ritos do Hajj, um dos cinco pilares básicos da religião muçulmana.

 

O ministro afirmou que as autoridades sauditas exigem que a idade dos peregrinos não exceda os 65 anos e que advertiram que todo candidato à peregrinação que tiver uma doença crônica ou cuja temperatura supere os 38 graus não será admitido no embarque.

 

O adiamento do Hajj na Tunísia significa, de fato, sua suspensão, já que a peregrinação não pode acontecer em outro momento ainda este ano.

 

Essa é uma decisão sem precedentes na história deste país norte-africano, que afetará cerca de 10 mil tunisianos que costumam viajar todos os anos a Meca.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.