Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Governo de Minas adota fase roxa para todo o Estado com toque de recolher entre 20h e 5h

Medida, que se estenderá por 15 dias, vale a partir da próxima quarta-feira e só podem funcionar atividades essenciais, como supermercados, farmácias e postos de gasolina

Leonardo Augusto, Especial para o Estadão

15 de março de 2021 | 23h18

BELO HORIZONTE - O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou na noite desta segunda-feira, 15, que todo o Estado entrará na onda roxa do programa Minas Consciente, que prevê medidas para tentar barrar a proliferação do novo coronavírus, já a partir da próxima quarta-feira, 17. A fase é a mais restritiva e determina toque de recolher das 20h às 5h.

Além do toque de recolher, na onda roxa podem funcionar apenas atividades essenciais, como supermercados, padarias, açougues, farmácias e postos de gasolina. Bares e restaurantes abrem apenas para delivery e retirada no local. É proibida circulação de pessoas sem máscara.

Das 14 regiões de Minas Gerais, apenas cinco estavam na onda roxa até sábado, 13. Oito estavam na vermelha, a segunda mais restritiva, e uma na amarela, imediatamente anterior à vermelha. O programa tem ainda a onda verde, a mais branda.

A medida vale por 15 dias. A decisão, segundo o governo de Minas, foi comunicada durante reunião com prefeitos e representantes de consórcios municipais de saúde. Conforme o governador, a situação atual é a mais grave desde o início da pandemia, com hospitais no limite de leitos e pessoas não respeitando medidas de isolamento.

“É uma medida dura, mas extremamente necessária neste momento para evitar um cenário pior do que já estamos vivendo. Faço um apelo a todos os mineiros: precisamos manter as medidas de proteção e distanciamento social. Não vamos deixar que o cansaço nos vença. Por favor, respeite e colabore para que possamos vencer essa guerra”, afirmou Romeu Zema, em vídeo divulgado nas redes sociais após a reunião.

Os dados do governo indicam que Minas Gerais tem hoje 83,69% dos leitos de unidade de terapia intensiva ocupados. Em relação exclusivamente aos leitos UTI para covid-19, a ocupação é de 85,31%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.