Amanda Perobelli/ Reuters
Amanda Perobelli/ Reuters

Governo diz ser 'único interlocutor' ao tratar de importação de insumos de vacina com a China

País iniciou a vacinação de grupos prioritários no domingo, 17, mas sem os insumos necessários para fabricar mais doses

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de janeiro de 2021 | 18h53

BRASÍLIA - O governo federal afirmou nesta quarta-feira, 20, ser o "único interlocutor oficial" com a China nas tratativas para a importação de insumos para a produção de vacinas no País. Em nota divulgada pela Secretaria de Comunicação de Jair Bolsonaro, o governo diz que o Ministério das Relações Exteriores, por meio da embaixada do Brasil em Pequim, tem mantido negociações com os chineses.

O Brasil iniciou a vacinação de grupos prioritários no domingo, 17, mas sem os insumos necessários para fabricar mais doses, a campanha de imunização corre o risco de ser paralisada. Tanto o Instituto Butantan, que vai produzir a Coronavac, quanto a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), dependem do chamado  insumos farmacêuticos para produção de vacinas (IFA), que vem da China. Outros 2 milhões de doses do imunizante de Oxford/AstraZeneca, vindos da Índia, são aguardados, mas sem data para chegar.

A nota do governo brasileiro foi divulgada após o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se reunir com o embaixador chinês, Yang Wanming, para tratar do assunto. Pelo Twitter, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que escritório do Estado em Xangai, na China, também está atuando nas negociações. Ambos são adversários do presidente Jair Bolsonaro.

Leia abaixo a íntegra da nota:

O Governo Federal vem tratando com seriedade todas as questões referentes ao fornecimento de insumos farmacêuticos para produção de vacinas (IFA).

O Ministério das Relações Exteriores, por meio da embaixada do Brasil em Pequim, tem mantido negociações com o Governo da China. Outros ministros do Governo Federal têm conversado com o Embaixador Yang Wanming.

No dia de hoje, foi realizada com o Embaixador, uma conferência telefônica com participação dos ministros da Saúde, da Agricultura e das Comunicações.

Ressalta-se que o Governo Federal é o único interlocutor oficial com o governo chinês.

Secretaria Especial de Comunicação

Ministério das Comunicações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.