Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

Governo do Estado repassa R$ 3 milhões para ajudar Santa Casa

Em crise financeira, entidade vai receber aporte suficiente para despesas com remédios e materiais por um mês

Fabiana Cambricoli, O Estado de S.Paulo

24 Dezembro 2014 | 12h49

SÃO PAULO - O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quarta-feira, 24, o repasse emergencial de R$ 3 milhões para a Santa Casa de São Paulo, que vive crise financeira e ameaçava suspender o atendimento na sexta-feira, 26, caso não obtivesse novos recursos.

De acordo com Alckmin, o dinheiro será destinado para a compra de materiais básicos, como remédios e materiais, e é suficiente para custear tais despesas por um mês.

As demais dívidas urgentes da Santa Casa, que incluem salários atrasados e débitos com fornecedores, deverão ser quitados com o dinheiro proveniente de um empréstimo de R$ 44 milhões junto à Caixa Econômica Federal. A negociação está em fase final e a verba deverá ser liberada na primeira semana de janeiro.

A Secretaria Estadual da Saúde já havia liberado repasse emergencial de R$ 3 milhões em julho, quando a Santa Casa fechou seu pronto-socorro por 30 horas alegando falta de recursos para a compra de insumos. Na ocasião, a pasta condicionou a liberação de mais verbas à realização de auditorias nas contas da entidade. As análises constataram falhas de gestão.

Mais conteúdo sobre:
santa casa governo do estado

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.