Governo investirá R$ 10 milhões em unidades de saúde por mais transplantes

Unidades farão parte da rede pública ou serão entidades sem fins lucrativos que vão atender de forma complementar ao SUS

Agência Brasil

27 Setembro 2012 | 13h26

Brasília – O governo federal prevê investimentos de R$ 10 milhões destinados a centros de referência em transplantes interessados em capacitar unidades que ainda não oferecem esse tipo de cirurgia.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 27, pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, após assinar portaria que institui a atividade de tutoria em doação de órgãos e transplantes.

O objetivo da ação, segundo ele, é investir na capacitação e no fortalecimento da rede brasileira de transplantes – sobretudo em serviços localizados no interior do Sul e do Sudeste e em todos os estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Um dos critérios para que a unidade de saúde possa se candidatar a centro de referência, de acordo com a pasta, é fazer parte da rede pública ou ser entidade sem fins lucrativos que atenda de forma complementar ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Outros critérios incluem ter experiência mínima de dois anos na área; realizar pelo menos três tipos de transplantes (sendo dois de órgãos sólidos e/ou um de tecido ou ainda transplante de medula óssea alogênico – quando a medula vem de um doador); e desenvolver estudos e pesquisas na área.

Mais conteúdo sobre:
doação transplante órgão

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.