Arquivo/Agência Brasil
Arquivo/Agência Brasil

Governo lança plataforma para registrar doações de enfrentamento ao coronavírus

CONTEÚDO ABERTO PARA NÃO-ASSINANTES: Empresas, entidades, associações e órgãos públicos poderão oferecer serviços e produtos gratuitamente

Amanda Pupo, O Estado de S.Paulo

22 de março de 2020 | 12h08

BRASÍLIA - O governo federal lançou neste domingo (22) a plataforma "Todos por Todos", onde empresas, entidades, associações e órgãos públicos poderão oferecer serviços e produtos gratuitamente ou em caráter de emergência para o enfrentamento ao novo coronavírus. O endereço é www.gov.br/pt-br/todosportodos. Além disso, já estão disponíveis no site informações e endereços digitais para auxiliar as pessoas nessa temporada de isolamento. 

Entre elas estão dicas de ferramentas de produtividade e trabalho a distância, informações atualizadas sobre a doença (com links para o aplicativo e o site do Ministério da Saúde e um curso online sobre o novo coronavírus), links para acesso a serviços públicos federais digitais, como carteira digital de trabalho, de trânsito, solicitação de aposentadoria por tempo de contribuição, de benefício a pessoa com deficiência, pensão por morte, entre outros. Endereços eletrônicos para cursos de capacitação à distância, como do Sebrae e Senai, também já estão na plataforma.

Segundo o secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro, a plataforma busca formas de aproximar quem pode oferecer produtos e serviços a quem mais precisa nesse momento. "O mundo digital garante formas seguras de nos aproximarmos hoje. As restrições impostas pelo coronavírus abrem espaço para canais como este, de ajuda e solidariedade a toda a população brasileira", disse Monteiro.

Sobre as doações e oferecimento de serviços que podem ser comunicados através da plataforma, o Ministério da Economia informou que os órgãos do governo federal já começaram a receber orientações de como podem participar.

"A página Todos por Todos não tem objetivo promocional para quem doa ou oferta em caráter de emergência seus produtos e serviços. Por intermédio dela, o que acontece é a conexão entre doadores e receptores. A confiabilidade das informações prestadas são averiguadas ainda antes da inserção de produtos e serviços na página", diz a pasta em nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.