Miguel Medina/AFP
Miguel Medina/AFP

Governo de SP reduz intervalo entre doses da AstraZeneca para 8 semanas; Capital segue orientação

Cerca de 400 mil pessoas estão aptas a tomar a segunda dose a partir desta quarta-feira, 27

Leon Ferrari, O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2021 | 07h12
Atualizado 27 de outubro de 2021 | 09h38

O Governo do Estado de São Paulo antecipou o intervalo de aplicação da segunda dose da vacina da AstraZeneca contra covid de 12 para oito semanas. Com isso, informou, cerca de 400 mil pessoas ficaram aptas a tomar o imunizante e completar o esquema vacinal a partir desta quarta-feira, 27.

Entre os elegíveis à imunização, estão adultos entre 18 e 24 anos de idade e um milhão de pessoas que ainda não compareceram aos postos para tomar a segunda dose da vacina da AstraZeneca. Esses últimos fazem parte dos quatro milhões de atrasados que não completaram o esquema vacinal.

Com a distribuição da última remessa de vacinas, feita entre segunda, 25, e terça-feira, 26, pela Secretaria de Estado da Saúde,  o governo estadual conseguiu se adaptar à antecipação prevista no Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. A orientação de redução de intervalo para o imunizante havia sido feito na segunda quinzena de outubro pela pasta nacional.

Capital segue orientação estadual 

Com o recebimento de 200 mil doses do imunizante da AstraZeneca, do Programa Estadual de Imunizações (PEI), a Prefeitura de São Paulo informou que foi possível reduzir o intervalo entre doses do imunizante. “Assim, todos os adultos que tomaram a primeira dose há 56 dias estão aptos a receber a segunda dose do imunizante”, informou em nota. Agora, a capital aguarda cerca de 200 mil pessoas para completar o ciclo vacinal.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.