Governo vai liberar R$ 141 milhões para prevenção da gripe

Verba poderá ser usada para publicidade e para estabelecer salas de situação nos aeroportos brasileiros

Lígia Formenti, da Agência Estado,

04 Maio 2009 | 18h05

O Grupo Executivo Interministerial, formado por representantes de vários setores do governo, reuniu-se para discutir as ações de prevenção da gripe suína no Brasil e ratificou a requisição de R$ 141 milhões para serem usados em ações extras para prevenção da doença no País. O pedido da suplementação orçamentária foi redigido na última quinta-feira e entregue ao ministério do Planejamento.

 

Veja também

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde  

 

Agora, o grupo aguarda a liberação dos recursos, que deve ser feita por meio de medida provisória.  Entre as ações que podem ser contempladas com esses recursos extras, estão ações de publicidade e a construção de salas de situação nos aeroportos do País. A previsão é de que 22 dessas salas, equipadas com material para videoconferência e usadas para monitorar situações de risco, sejam construídas no País até o final do ano. 

 

O grupo decidiu também realizar, na próxima quinta-feira, uma reunião entre representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e as companhias aéreas reforçando a necessidade de veiculação dos avisos sonoros sobre a doença nos voos em territórios brasileiros. 

 

Logo depois da reunião, o secretário de Vigilância em Saúde, Gerson Penna, afirmou que a morte relatada no Rio de Janeiro de uma pessoa procedente dos Estados Unidos não foi provocada pela gripe. O paciente teria morrido de pneumonia bacteriana.

 

O Ministério da Saúde informa que é de 25 o número de casos suspeitos da doença, com a seguinte distribuição: Distrito Federal (2), Goiás (1), Mato Grosso do Sul (1), Minas Gerais (4), Paraná (1), Rio de Janeiro (3), Santa Catarina (1), São Paulo (10), Tocantins (2). Além disso, 60 casos foram descartados.

 

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.