Gripe: Anvisa aumenta controle sobre uso do Tamiflu

Agência quer que informações sobre possíveis efeitos adversos sejam repassadas ao governo

NERI VITOR EICH, Agencia Estado

27 Agosto 2009 | 13h46

Temporada de gripe está acabando na América do Sul, diz OMSA Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do Ministério da Saúde, editou resolução tornando mais rigoroso o controle sobre a utilização de oseltamivir, que é a substância ativa do Tamiflu, medicamento indicado no combate à Influenza A (H1N1), a chamada gripe suína.

 

Casa Branca pede aprovação rápida de injeção para gripe

OMS recomenda usar antiviral contra H1N1 só nos casos graves

 

A resolução publicada na edição desta quinta-deira, 27, do Diário Oficial da União obriga os serviços de saúde públicos e privados, os profissionais de saúde e os detentores de registros de medicamentos contendo oseltamivir a monitorarem e informarem ao governo sobre quaisquer ocorrências adversas relacionadas ao uso do produto.

 

A resolução leva em conta a "situação de pandemia" causada por "um novo vírus da Influenza A (H1N1) que aumentará notoriamente a utilização de antivirais como oseltamivir e, possivelmente, de outros medicamentos".

 

O órgão determina que as informações sobre os "efeitos adversos" e "queixas técnicas" relacionadas ao uso de medicamentos contendo oseltamivir sejam comunicadas ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária. A obrigatoriedade do monitoramento e da notificação é medida "de interesse sanitário", afirma a resolução.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína Brasil remédio Tamiflu controle

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.