Gripe aviária mata jovem no leste da China

Homem de 24 anos é o 3º a morrer por causa da doença e o 26º infectado no país

Efe,

03 de dezembro de 2007 | 04h48

Um homem morreu vítima da gripe aviária na província oriental chinesa de Jiangsu, informaram nesta segunda-feira, 3, as autoridades da saúde provinciais através da agência oficial Xinhua. O jovem, de 24 anos e de sobrenome Lu, é a terceira pessoa a morrer no país este ano por causa da doença, após um adolescente de 16 anos em março, na província oriental de Anhui, e um soldado de 19 anos em julho. Nos três casos, não há detalhes sobre a forma de contágio, já que segundo as primeiras investigações, nenhuma das vítimas teve contato direto com aves. A informação oficial detalhou que desde 24 de novembro, Lu desenvolveu sintomas de febre e tremedeira, foi hospitalizado três dias depois de ter sido diagnosticado com uma pneumonia e, apesar do tratamento médico, morreu no domingo. Um exame realizado pelo Centro de Controle de Doenças e Prevenção de Jiangsu confirmou que o homem tinha sido infectado pelo vírus H5N1, embora o departamento de saúde tenha assinalado que Lu não tinha tido contato com aves mortas. Outro exame feito pelo Centro de Controle de Doenças e Prevenção da China no domingo também indicou que se tratava do vírus H5N1, e o caso foi confirmado também pelo Ministério da Saúde, acrescenta a Xinhua. O Governo local de Jiangsu adotou medidas de prevenção e controle, e as 69 pessoas que tiveram contato próximo com Lu foram postas sob estrita observação médica, e nenhuma delas desenvolveu os sintomas característicos da doença. Lu é o 26º infectado pelo vírus H5N1 na China, desde que surgiu o novo broto da doença em 2003. Além disso, é o 17º a perder a vida por causa da doença.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinagripe aviária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.