Gripe suína deixa 90 trabalhadores da Vale em quarentena

Medida foi tomada após consultor que trabalhava no 30º andar de edifício no Rio de Janeiro contrair o vírus

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias,

23 Junho 2009 | 10h16

Anvisa reforça controle de passageiros de países do Mercosul

SÃO PAULO - Cerca de 90 pessoas, entre funcionários e prestadores de serviço da Vale que trabalham no 30º andar do edifício Santos Dumont, no Rio de Janeiro, devem ficar em quarentena em suas casas até o próximo dia 29.

 

A medida foi adotada como precaução depois que um consultor que presta serviços no edifício foi diagnosticado com a gripe suína no último dia 19, após voltar de uma viagem à Argentina.

 

Veja também:

linkCasos de gripe suína dobram

linkQuem vem da Argentina e Chile tem de fazer declaração

linkPaís reforça fiscalização da gripe

linkMundo registrou 7,9 mil casos com 51 mortes no fim de semana, informa OMS

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

Segundo a empresa, o consultor passa bem, apresenta melhora dos sintomas e encontra-se em repouso domiciliar por orientação médica, conforme protocolo do Ministério da Saúde do Brasil.

 

A Vale informou ainda que ele só manteve contato com pessoas que trabalham no 30º andar do edifício e não circulou por outras unidades da empresa. Mesmo não apresentando nenhum tipo de sintoma, todos os que tiveram contato direto com o profissional foram instruídos a procurarem o posto de saúde municipal mais próximo às suas residências.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.