Gripe suína já matou 60 pessoas na Argentina

Segundo o ministério, há um total de 2.485 casos oficialmente confirmados da doença na Argentina

AE-DOW JONES, Agencia Estado

06 Julho 2009 | 03h48

ONU precisa de US$ 1 bilhão para combate à gripe suínaO Ministério de Saúde da Argentina disse ontem que o número oficial de mortos pela gripe suína alcançou 60, embora o número real possa ser maior.

Os últimos dados tinham mostrado 55 óbitos no país até sábado (4), bem acima dos 26 casos informados no relatório emitido pelo ministério no dia 26 de junho.

Segundo o ministério, há um total de 2.485 casos oficialmente confirmados da doença na Argentina.

O ministro da saúde, Juan Luis Manzur, tem reuniões agendadas nesta segunda-feira com autoridades de saúde das províncias a fim de analisar a propagação da doença.

O governo da Bolívia também considera o fechamento de suas fronteiras com a Argentina para tentar impedir a propagação da gripe suína, segundo reportou a imprensa local.

Mais conteúdo sobre:
Argentinagripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.