Gripe suína: SC registra mais 8 mortes; total chega a 20

Entre as vítimas estão cinco homens, de 38, 51, 60 e 74 anos, e três mulheres de 27, 49 e 57 anos

PRISCILA TRINDADE, Agencia Estado

28 Agosto 2009 | 16h58

Casos de gripe voltam ao normal no hemisfério sul, diz OMSA Secretaria de Saúde de Santa Catarina confirmou hoje mais oito óbitos no Estado em decorrência do vírus Influenza A (H1N1), conhecido como gripe suína. As mortes ocorreram entre os dias 1º e 24 de agosto e os exames foram realizados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. Com esses casos, chega a 20 o número de mortes causadas pela doença no território catarinense.

Entre as vítimas estão cinco homens, de 38, 51, 60 e 74 anos, e três mulheres de 27, 49 e 57 anos. Destas oito vítimas, sete apresentavam chances de complicação do quadro devido a alguma doença. A Vigilância Epidemiológica Estadual (DIVE) ainda investiga outros 98 óbitos.

Segundo medida publicada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), todos os pacientes que tomam o medicamento Tamiflu (fosfato de oseltamivir) terão de ser monitorados e as autoridades médicas notificadas quanto a possíveis reações alérgicas. A obrigatoriedade do monitoramento saiu ontem no Diário Oficial da União. A medida tem por objetivo ampliar as informações sobre a segurança da medicação durante a pandemia de gripe suína.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína mortes SC

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.