AP Photo / Ng Han Guan
AP Photo / Ng Han Guan

Grupo chinês Sinopharm anuncia que sua vacina contra a covid-19 tem eficácia de 79%

Sinopharm é o primeiro grupo farmacêutico chinês a relatar dados sobre a eficácia de uma vacina em preparação

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2020 | 04h53

PEQUIM - O laboratório chinês Sinopharm anunciou nesta quarta-feira, 30, que uma de suas vacinas contra a covid-19 teve 79% de eficácia, número inferior aos alegados por seus concorrentes Pfizer e Moderna.

Sinopharm é o primeiro grupo farmacêutico chinês a relatar dados sobre a eficácia de uma vacina em preparação. "A vacina inativada do Sinopharm CNBG mostra segurança após a vacinação [...] o efeito protetor da vacina contra a covid-19 é de 79,34%", disse o Instituto de Produtos Biológicos de Pequim, subsidiária da Sinopharm.

Esse número é inferior ao das vacinas dos laboratórios Pfizer/BioNTech (95%) e Moderna (94,1%).

A britânica Astrazeneca, associada à Universidade de Oxford, disse por sua vez que sua vacina tem uma eficácia de 70%, mas que pode chegar a 100% com duas doses.

A China, onde o novo coronavírus apareceu há um ano, investiu pesadamente no desenvolvimento de vacinas, que prometia fazer "um bem público global". O país, que praticamente deteve a epidemia em seu território, fez testes em outros países onde a circulação do coronavírus continua intensa.

Atualmente, existem cinco vacinas chinesas na terceira fase dos testes clínicos. A Sinopham não disse se esses testes foram concluídos para esta primeira vacina.

O grupo indicou ter apresentado um pedido de homologação deste imunizador junto às autoridades chinesas./AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.