EFE/Juan Ignacio Roncoroni
EFE/Juan Ignacio Roncoroni

Grupo de brasileiros fica retido na Argentina por causa do coronavírus

Determinação veio do Ministério do Interior argentino; turistas serão liberados amanhã se não estiverem doentes

Renato Vieira, O Estado de S. Paulo

17 de março de 2020 | 16h18

Sete brasileiros estão isolados em hotéis de El Calafate, na Patagônia argentina. Na tentativa de conter o novo coronavírus, o Ministério do Interior do país enviou aos locais onde o grupo está hospedado uma determinação de que eles não saiam de onde estão. "Vamos ter contato apenas com uma pessoa específica, a gerente do hotel. O café, almoço, janta, vamos pedir por telefone", diz a empresária Paola Soltoski, de 31 anos, que está em um hotel com os pais.

Os sete brasileiros não se conhecem. Segundo Paola, ela estava fazendo um passeio de carro com os pais na segunda-feira, 16, em uma estância quando o tour foi interrompido por funcionários do local. De acordo com Paola, o hotel informou que eles deveriam ficar no quarto sem nenhum tipo de contato com quem está fora.

Um médico deverá visitar os brasileiros para detectar se eles têm o coronavírus. Se o exame der negativo, Paola e os pais embarcam amanhã pela manhã em voo de volta ao Brasil. Caso o teste dê positivo, eles ficarão em quarentena e devem arcar com os custos. 

Paola também diz que o hotel em que está tomou cuidados para evitar a disseminação do vírus. Ela conta que apenas duas pessoas devem frequentar alguns ambientes por vez e as pessoas que fazem refeições no restaurante devem ficar distantes umas das outras.

Pelo Twitter, o Itamaraty recomenda que brasileiros em outros países sigam as orientações das autoridades de saúde locais. "As embaixadas e repartições consulares do Brasil estão mobilizadas na assistência aos brasileiros que se encontrem no exterior e enfrentem dificuldades de regresso ao Brasil em função de restrições dos governos locais relacionadas ao #coronavírus", diz a postagem. O Estado aguarda posicionamento da Embaixada da Argentina.

Tudo o que sabemos sobre:
coronavírusepidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.