Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Guarda Municipal do Rio apreende 463 frascos de álcool em gel sem procedência

Material estava sendo vendido em pontos de Copacabana e do centro da cidade

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

18 de março de 2020 | 20h18

RIO - Guardas municipais apreenderam nesta quarta-feira,18, um total de 463 frascos de álcool em gel sem procedência que estavam sendo vendidos ilegalmente por ambulantes irregulares em pontos de Copacabana (zona sul) e do centro do Rio. Nesta semana a Guarda Municipal já apreendeu 632 frascos com produtos sem procedência, durante patrulhamento de rotina realizado também nas zonas norte e oeste da capital.

Nas imediações da Central do Brasil, da praça da República e da rua Uruguaiana, na região central do Rio, guardas municipais da 1ª Inspetoria (Centro) apreenderam 373 frascos com álcool em gel sem procedência. A ação contou com o apoio de agentes do programa Centro Presente, e o material foi levado para o depósito da prefeitura do Rio.

Na zona sul, uma equipe da Unidade de Ordem Pública de Ipanema apreendeu 12 frascos, além de máscaras vendidas por ambulantes irregulares na Rua Visconde de Pirajá. Em Copacabana, uma equipe do Rio+Seguro (programa de segurança da prefeitura do Rio) apreendeu 78 frascos de álcool em gel na Rua Siqueira Campos. Três ambulantes foram conduzidos à 12ª DP. As embalagens, de 60 ml e 100 ml, tinham rótulo caseiro e não apresentavam selo do Inmetro nem registro na Anvisa.

Na terça-feira, dia 17, guardas da 8ª inspetoria (Tijuca) apreenderam 89 frascos de álcool em gel na Rua General Roca, esquina com Rua Conde de Bonfim, na Tijuca (zona norte). Na zona oeste, guardas da 5ª inspetoria (Bangu) apreenderam 80 frascos de álcool em ações realizadas na segunda e na terça-feira, dias 16 e 17, no calçadão de Bangu. Segundo os guardas, os frascos tinham cheiro forte e as impurezas eram visíveis. Durante as abordagens, os ambulantes fugiram. Os produtos foram descartados.

Tudo o que sabemos sobre:
álcool

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.