HC da USP ganha centro de excelência em medicina nuclear

Unidade será uma das mais modernas em pesquisa por imagem molecular do país; pesquisas trarão contribuições para áreas de oncologia, cardiologia e neuropsiquiatria

Central de Notícias,

21 de maio de 2012 | 19h21

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP entregou nesta segunda-feira, 21, novas instalações do Serviço de Medicina Nuclear do Instituto de Radiologia (InRad-HCFMUSP). O investimento, do governo do Estado, foi de R$ 6,5 milhões.

 

De acordo com a Secretaria da Saúde, foram feitas obras de reforma nas áreas assistenciais, administrativas e de ensino e pesquisa. Os novos espaços permitirão atendimento com conforto e agilidade para pacientes, médicos e funcionários. 

 

No segundo pavimento, informa a Secretaria, foi criado um dos mais modernos centros de pesquisa em imagem molecular do Brasil, composto por oito laboratórios e um biotério para armazenamento de pequenos animais.

 

Esta área está equipada com um novo e moderno equipamento MICRO-PET-SPECT-CT multiusuário (Projeto FINEP), para pesquisas pré-clínicas. Este equipamento, junto com os laboratórios de apoio, somados ao Cíclotron (instalado no subsolo) e ao PET-CT (instalado no térreo), com as respectivas áreas de suporte, transformam o Serviço de Medicina Nuclear do InRad - HCFMUSP num centro de excelência em Medicina Nuclear e imagem molecular, nivelado aos maiores centros internacionais, de acordo com a Secretaria da Saúde do Estado.

 

Com este novo Centro de Pesquisa, será possível, por exemplo, acompanhar os tumores em animais de laboratórios e efeitos de tratamentos experimentais em nível molecular, avaliando assim o potencial terapêutico de novas drogas em tempo real. Secretaria dis que o novo centro permitirá trazer contribuições não apenas nas áreas de oncologia, como também em outras especialidades como a cardiologia e neuropsiquiatria.

 

"Este novo espaço representa um importante avanço na área de pesquisa, além da garantia de melhor atendimento aos pacientes, graças à reforma nas áreas assistenciais. As pesquisas em áreas como oncologia e cardiologia são fundamentais para a saúde da população", afirma Giovanni Guido Cerri, secretário de Estado da Saúde. 

 

Unidade, no Instituto de Radiologia do HC, será uma das mais modernas em pesquisa por imagem 

molecular do país; pesquisas trarão contribuições para áreas de oncologia, cardiologia e neuropsiquiatria. 

            

Tudo o que sabemos sobre:
HCUSPmedicina nuclearSaúdeVIda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.