Agnaldo Dias Correia/Divulgação
Agnaldo Dias Correia/Divulgação

HC inaugura novas instalações do Centro de Reprodução Humana

Centro estava fechado desde o incêndio que atingiu o local em 2007

estadão.com.br,

26 Julho 2011 | 15h23

SÃO PAULO - O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP inaugura nesta terça-feira, 26, dois novos centros em suas dependências: Centro de Reprodução Humana e Centro de Diagnóstico em Gastroenterologia.

A Divisão de Clínica Ginecológica do HC abre instalações do Centro de Reprodução Humana "Governador Mario Covas". O local foi totalmente reformado e conta com laboratórios de micromanipulação de Gametas, Sêmen e Criopreservação, e Laboratório de Pesquisa Genômica para investigar anomalias e dar aconselhamento genético aos casais.

Com as mudanças, o Centro de Reprodução Humana aumenta em 50% a sua capacidade de atendimento. Serão realizados 30 ciclos de fertilização "in vitro" por mês. A meta do Professor Edmund Baracat, Titular da Disciplina de Ginecologia do HC, é elevar este número para 80 ciclos até dezembro de 2011 e a 100 ciclos a partir de 2012. Para esses benefícios o Governo do Estado de São Paulo, via Secretaria de Estado da Saúde, investiu R$ 1,4 milhão.

Outra novidade é que o centro poderá ampliar a faixa etária e atender também mulheres com idade superior a 38 anos. O protocolo especial encontra-se em desenvolvimento para que essas pacientes possam ter perspectiva reprodutiva, adiantou o prof. Edmund Baracat.

O Centro de Reprodução Humana do HC oferece tratamento de baixa e de alta complexidade, como inseminação intra-uterina, fertilização in vitro, injeção intracitoplasmática de espermatozoides, além de procedimentos clínico-cirúrgicos para restabelecer a capacidade reprodutiva, como reversão de vasectomia e correção microcirúrgica de varicocele e reversão de laqueadura tubária. Todo o tratamento é gratuito.

Mais conteúdo sobre:
reprodução assistida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.