Homem de 72 anos doa espermatozóides para gerar um neto

Especialistas não vêem problemas éticos na doação, mas preocupam-se com a saúde da futura criança

Reuters,

05 de outubro de 2007 | 20h24

Um britânico de 72 anos de idade vai doar espermatozóides à nora para que ela possa ter um "neto" dele, disseram autoridades da área de reprodução humana nesta sexta-feira.    O homem, que não foi identificado, vai fazer a doação porque as tentativas do filho e da nora de conseguir um bebê pela fertilização in vitro (FIV) fracassaram, devido à má qualidade dos espermatozóides do marido, afirmou o jornal Evening Standard, de Londres.   "Não é incomum alguém da família fazer a doação, mas normalmente o limite de idade para doadores de espermatozóides é de 45 anos", disse uma representante da Autoridade Britânica de Fertilização Humana e Embriologia, que está orientando a clínica responsável pela doação. "O incomum nesse caso é a idade do doador."    Os espermatozóides doados serão recebidos pela Women's Clinic de Londres, onde o casal está fazendo o tratamento. Peter Bowen-Simkis, diretor da clínica, disse ao Evening Standard que o casal e os futuros avós passaram por uma orientação psicológica especial para se preparar para a possível chegada de uma criança em condições tão únicas.     "Nunca cruzei com um caso desses antes", disse Bowen-Simkins ao jornal. "Nesse caso, manter a identidade genética da criança parecida com a deles foi um fator importantíssimo. O marido não tem irmão, e foi por isso que escolheu o pai para ajudá-lo."     Especialistas não vêem problemas éticos na doação, mas preocupam-se com a saúde da futura criança. "O que me preocupa são os riscos genéticos para a criança por causa da qualidade do esperma doado, considerando a idade dele," disse Alan Pacey, professor de andrologia da Universidade de Sheffield.     Pacey disse que a idade avançada do doador pode afetar as chances de o procedimento dar certo, aumentar a probabilidade de aborto espontâneo e de a criança herdar algum problema genético.

Tudo o que sabemos sobre:
espermatozóidedoaçãonetoavô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.