Homem é internado com suspeita de dengue hemorrágica no DF

Vigilância Ambiental esteve na casa do jardineiro, área rural de São Sebastião, e encontrou larvas do mosquito

Solange Spigliatti, Agência Estado

03 de abril de 2008 | 14h38

Um jardineiro de 43 anos ficou internado com suspeita de dengue hemorrágica por três dias no Hospital do Paranoá, cidade próxima a Brasília. Ele teve alta na terça-feira, 1, mas o exame de sorologia, que pode confirmar a doença, só ficará pronto na próxima sexta-feira, 4. De acordo com o subsecretário de Vigilância à Saúde, Joaquim Barros Neves, há uma semana a Vigilância Ambiental esteve na casa do jardineiro, na área rural de São Sebastião, e encontrou larvas do mosquito.   "A grande dificuldade é exatamente a ausência de água encanada, da infra-estrutura necessária. A população usa vasilhames para acondicionar água potável que não são hermeticamente fechados e isso acabam virando um prazer para o mosquito, que passa a ter água limpa e parada para depositar seus ovos", explica o subsecretário.   Queda no número de casos   Apesar da suspeita do caso de dengue hemorrágica, o Distrito Federal registrou queda de 82% no número de casos da doença. Segundo informações da Secretaria de Saúde, de janeiro a março de 2007, 124 pessoas tiveram dengue. Este ano foram 21 casos.   O subsecretário Joaquim Barros diz ainda que o papel da população é fundamental para combater a doença. "A população sempre deve receber bem o agente da Vigilância Ambiental. Ele vai levar informações úteis, que vão proteger todos da família. E aceitar as orientações dadas, no sentido de se reeducar ambientalmente. Só assim será possível evitar problemas."

Tudo o que sabemos sobre:
epidemiadengueDF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.