Homens devem ir mais ao médico, recomenda Lula

Governo federal lançará política nacional de saúde direcionada aos homens até o final de agosto

Agência Estado,

10 Agosto 2009 | 11h37

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira, 10, no programa semanal de rádio "Café com o Presidente", que o governo federal vai lançar, até o final de agosto, uma política nacional de saúde direcionada aos homens. "Os homens merecem um puxão de orelha", afirmou o presidente, ao falar da resistência dos brasileiros em buscar atendimento médico quando doentes.

 

"Os homens geralmente têm medo de ir ao médico. Têm medo de agulha", disse. "É por isso que vamos investir mais na rede de saúde para exames e tratamentos. Em mais treinamento e capacitação de profissionais de saúde." O presidente não antecipou quanto deve ser investido pelo Ministério da Saúde no novo programa.

 

Campanha

 

O presidente também destacou que o Ministério da Saúde deve divulgar no início de setembro uma campanha para incentivar os homens a procurarem os serviços de saúde. "Enquanto quase 17 milhões de mulheres foram ao ginecologista em 2007, apenas 2,6 milhões de homens procuraram um urologista", alertou. "Isso tem de mudar", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.