Magnamed/ Reprodução
Magnamed/ Reprodução

Após doações, hospitais da rede estadual de SP vão receber 345 respiradores até o fim de abril

Respiradores foram adquiridos após a organização arrecadar R$ 23,4 milhões; São Paulo é o Estado que mais concentra os casos, com 40 mortos e 810 infectados

Érika Motoda, O Estado de S.Paulo

25 de março de 2020 | 11h00

A rede pública de saúde do Estado de São Paulo vai receber 345 respiradores pulmonares para o combate ao coronavírus até o final de abril. Cada equipamento custa cerca de R$ 70 mil, segundo a Comunitas, organização da sociedade civil com foco em gestão pública. 

Até a terça-feira, 24, o País registrou 46 mortes e 2,2 mil casos confirmados. São Paulo é o Estado que mais concentra os casos, com 40 mortos e 810 infectados.

Os respiradores foram adquiridos após a Comunitas arrecadar R$ 23,4 milhões com 150 lideranças das principais instituições empresariais brasileiras. Entre os doadores, estão os Moreira Salles, família sócia do Itaú Unibanco e da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM). Na condição de pessoa física, os irmãos Pedro, Walter, Fernando e João doaram, cada um, R$ 500 mil. 

Rodolfo Villela Marinho, neto do fundador do Itaú, e o empresário Alberto Azevedo também constam na lista de doadores, com R$ 490 mil e R$ 350 mil respectivamente.

Os primeiros 60 respiradores foram comprados pela A.C. Camargo Cancer Center após a Secretaria de Saúde pedir os equipamentos emprestados. Foram adquiridos os modelos Fleximag Plus (30 unidades), Fleximag Max 700 (15 unidades) e Oxymag (15 unidades) da empresa Magnamed. 

Questionada pela reportagem se doaria os respiradores após o fim do combate à pandemia ou se tomaria de volta os equipamentos emprestados, a A. C. Camargo respondeu que a cessão dos respiradores não tem data definida para término.

O coronavírus (CID10) é uma família de vírus que causa infecções respiratórias; e o novo coronavírus (covid-19) - cujos sintomas ainda não são totalmente conhecidos - causa problemas respiratórios semelhantes ao de um resfriado e também infecções como as de pneumonias.

Na segunda, 23, o governador de São Paulo, João Doria, e os membros do Comitê Executivo do Governo Covid-19 se reuniram com 130 empresários para anunciar a doação de R$ 96 milhões em dinheiro, materiais e serviços que serão empregados no combate ao novo coronavírus.

Famosas contra o coronavírus

Atrizes, cantoras e apresentadoras se juntaram para divulgar a nova meta da Comunitas: a arrecadação de R$ 3,3 milhões para a compra de monitores médicos a serem instalados em 121 leitos de UTI em São Paulo.

As telas multiparâmetros medem temperatura, pressão arterial, batimentos cardíacos e pressão parcial de gás carbônico durante respiração e ajudam a diminuir o contato da equipe médica com os pacientes. 

Anitta, Sophie Charlotte, Preta Gil, Fernanda Souza, Maísa, Taís Araújo, Angélica, Grazi Massafera e outras famosas aparecem em um vídeo cantando trechos da música "Trem-Bala", da cantora Ana Vilela. Além disso, elas adicionaram o link da campanha de arrecadação em suas contas no Instagram. 

Somando as redes pública e privada, o Brasil tem 55,1 mil leitos e 65.411 respiradores.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Bruna Marquezine ♡ (@brunamarquezine) em

Confira os hospitais priorizados para receber os respiradores:

  • Hospitalar do Mandaqui
  • Hospital Vila Penteado
  • Hospital Geral de Taipa
  • Hospital Regional de Osasco
  • Hospital Regional Sul
  • HospitaI Ipiranga
  • Hospital Geral de Guaianazes
  • Hospital Padre Bento de Guarulhos
  • 10 leitos Hospital Geral de Pedreira
  • 10 leito Hospital Geral de Guarulhos
  • 10 leitos Hospital de Clínicas Luzia de Pinho Melo
  • 10 leitos Hospital Geral de Carapicuíba
  • 6 leitos Hospital Geral Pirajussara
  • 10 leitos Hospital Geral de Itapecerica
  • 10 leitos Hospital Estadual de Francisco Morato
  • 5 leitos Hospital Estadual de Franco da Rocha
  • 10 leitos Hospital Geral do Itaim Paulista
  • 10 leitos Hospital Geral do Grajaú
  • 5 leitos Hospital Estadual de Sapopemba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.