Hospital da UFF faz campanha para aumentar doações de leite materno

Meta é coletar até 70 litros por semana para atender 60 bebês em três hospitais da região de Niterói

Agência Brasil

08 Setembro 2010 | 15h22

RIO DE JANEIRO - O Hospital Universitário Antônio Pedro, vinculado à Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói (RJ), inicia nesta quarta-feira, 8, uma campanha para aumentar a doação de leite humano e, assim, poder ampliar a distribuição para três hospitais da região. O objetivo é coletar até 70 litros de leite materno por semana para atender cerca de 60 bebês prematuros.

Segundo a nutricionista do banco de leite Fernanda Lopes, o alimento é importante para bebês internados em unidades de tratamento intensivo (UTIs) neonatais, cujas mães são incapazes de suprir, com seu próprio leite, as necessidades dos filhos.

“Esses bebês estão na UTI porque são prematuros, têm uma imunidade um pouco menor, nascem com 400 ou 500 gramas, ficam por algum período na UTI neonatal e precisam do leite para sobreviver. Esse leite é uma substância viva que tem vários efeitos protetores e de desenvolvimento”, destaca Fernanda.

Hoje, o Banco de Leite do HU Antônio Pedro só atende a UTI neonatal do próprio hospital, que tem 12 leitos. Com a ampliação da captação de leite materno, será possível fornecer o alimento para as UTIs do Hospital Infantil de São Gonçalo e dos hospitais Estadual Azevedo Lima e Municipal Getúlio Vargas Filho, em Niterói.

Com o projeto, espera-se reduzir a mortalidade infantil na região metropolitana de Niterói, que reúne sete municípios. Para doar, basta a mulher ser saudável e ter leite excedente. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (21) 2629-9234 e 2629-9052 ou pelo e-mail bancodeleite@huap.uff.br.

Mais conteúdo sobre:
leite maternoUFFNiterói

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.