Tasso Marcelo/AE
Tasso Marcelo/AE

Hospital público do ABC pede doações de leite materno

Com estoque próximo de zero, Hospital Estadual Mario Covas convoca mulheres em fase de amamentação para atender demanda

Solange Spigliatti, Central de Notícias

31 Agosto 2011 | 11h52

SÃO PAULO - O banco de leite do Hospital Estadual Mario Covas, o maior hospital público do ABC paulista, está pedindo ajuda. Com estoque próximo de zero, o hospital precisa de doadoras, e convoca mulheres em fase de amamentação para doarem leite materno.

Atualmente, o banco de leite Humano do hospital trabalha praticamente sem estoque, com apenas 12 doadoras, das quais cinco contribuem frequentemente, segundo a Secretaria de Estado da Saúde. As interessadas em doar podem entrar em contato com a equipe do Banco de Leite do Hospital Estadual Mário Covas pelo telefone (11) 2829-5021.

Atualmente o hospital trabalha somente com o leite necessário para atender a demanda dos bebês internados, com pouca reserva, o que impede a unidade de ajudar a abastecer outros serviços de saúde. O ideal seria, no mínimo, 25 doadoras.

Podem doar mulheres não portadoras de doenças crônicas, que não fazem uso de nenhum tipo de medicamento, não fumantes e que não ingerem bebidas alcoólicas. Além de salvar vidas, a doação beneficia a própria mãe, que volta ao peso mais rapidamente, produz mais leite, reduz o risco de câncer de mama, de ovários, evita a osteoporose e tem menos sangramento.

Após o contato, uma técnica do hospital vai até a casa da possível doadora para verificar se ela está habilitada a doar leite. As mães aptas já recebem o kit de coleta e orientações sobre técnica de retirada do leite excedente e modo de armazenamento. Com apoio do Corpo de Bombeiros, uma vez por semana os frascos de leite são retirados nas casas das doadoras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.