Hospital Universitário de Brasília corre o risco de desabar

Pacientes estão sendo retirados e o atendimento foi suspenso, segundo informações do jornal Bom Dia DF

Solange Spigliatti, Agência Estado

16 de maio de 2008 | 15h19

O Hospital Universitário de Brasília (HUB) corre o risco de desabar, segundo laudo divulgado sobre as condições da segurança, que aponta a necessidade é de uma reforma imediata.  Pacientes estão sendo retirados e o atendimento foi suspenso, segundo informações do jornal Bom Dia DF, da TV Globo. De acordo com engenheiros contratados pelo hospital, as rachaduras e o afundamento do piso apontam para o risco de desabamento do prédio.  O Corpo de Bombeiros chegou a mandar viaturas para o Hospital Universitário, mas depois desmobilizou as equipes. "Como se tratava de uma situação de colapso, nós acionamos a Defesa Civil para dar um policiamento referente a isso", explicou o tenente-coronel Israel dos Santos.  Até o início da noite de quinta-feira, 15, 22 pessoas tinham sido removidas para outra ala. O atendimento no pronto-socorro foi suspenso. Cerca de 150 pessoas que costumavam ir à emergência do HUB vão ter que procurar outro pronto-socorro, até que seja feita a reforma. As informações já foram encaminhadas para o setor de engenharia da Universidade de Brasília (UnB).  Na manhã desta sexta-feira, 16, a Defesa Civil vai se reunir com a direção do Hospital Universitário para decidir como serão removidos os pacientes internados em estado grave.   

Tudo o que sabemos sobre:
HUBBrasília

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.