HST/Nasa-ESA
HST/Nasa-ESA

Hubble destaca zonas de formação de estrelas em galáxia espiral

Áreas rosadas marcam o hidrogênio quente das estrelas nascentes

estadão.com.br, estadão.com.br

19 Outubro 2010 | 16h16

A galáxia NGC 3982 chama atenção pela rica tapeçaria de regiões de nascimento de estrelas espalhadas ao longo de seus braços espirais. Elas aparecem nesta imagem do Telescópio Espacial Hubble como pontos rosados de hidrogênio incandescente.

 

Também é possível ver os aglomerados azuis de estrelas recém-nascidas e as avenidas de poeira escura que fornecem matéria-prima para futuras gerações de astros.

 

O núcleo brilhante abriga uma geração mais antiga, que cresce em densidade na direção do centro.

NGC 3982 fica a cerca de 68 milhões de anos-luz, na constelação de Ursa Maior.

 

Ela tem 30.000 anos-luz de diâmetro, ou cerca de um terço do tamanho da Via-Láctea. A imagem foi feita a partir de três câmeras do Hubble, em exposições realizadas entre 2000 e 2009.

 

O colorido da imagem vem do fato de que a galáxia foi fotografada tanto em luz visível quanto em infravermelho. Foi usado um filtro para destacar a emissão do hidrogênio das zonas de formação de estrelas.

Mais conteúdo sobre:
astronomiahubblegaláxia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.