Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Hungria cancela venda de carne suína alemã ao McDonald's por dioxina

Suspensão também atinge rede de supermercados, de onde vários produtos foram retirados

Efe

28 de janeiro de 2011 | 20h54

BUDAPESTE - Autoridades de saúde húngaras suspenderam a venda de hambúrgueres de carne de porco procedente da Alemanha à rede de fast-food McDonald's, como medida preventiva por causa da contaminação por dioxina.

O cancelamento da venda também atinge uma rede de supermercados, onde diversos produtos procedentes da Alemanha foram retirados das prateleiras.

Lajos Bognar, vice-secretário de Estado do Ministério de Desenvolvimento Rural da Hungria confirmou a decisão nesta sexta-feira, 28, e explicou que "se trata de uma medida de precaução".

As autoridades do país estão examinando a carne que provém direta ou indiretamente da Alemanha, processo que deve durar um mês, acrescentou Bognar.

A medida se aplica após a descoberta de granjas de aves e suínos na Alemanha em que os animais eram alimentados com ração contaminada por dioxina, motivo que levou à suspensão temporária da venda desses produtos.

Por sua vez, a filial húngara do McDonald's manifestou em comunicado que suspendeu a comercialização de itens preparados com carne alemã.

E A partir desta sexta, a empresa "garantirá a carne de outras fontes enquanto a medida continuar em vigor", informa o comunicado da rede, que tem cem restaurantes na Hungria.

Tudo o que sabemos sobre:
Hungriadioxinacarne de porcoAlemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.