Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Ibuprofeno deve ser evitado em caso de coronavírus, diz entidade médica

CONTEÚDO ABERTO PARA NÃO-ASSINANTES: Estudo inicial indica que remédio poderia facilitar a entrada do vírus nas células

Fabiana Cambricoli, O Estado de S. Paulo

16 de março de 2020 | 05h00

Uma afirmação do ministro da Saúde da França, apoiada em estudo publicado nesta semana na revista científica Lancet, acendeu um alerta sobre a possibilidade de o uso de anti-inflamatórios como ibuprofeno piorar a infecção pelo coronavírus.

O alerta correu as redes sociais ontem, causando dúvidas. Especialistas brasileiros dizem que, embora não haja evidências científicas robustas dessa associação, o ideal é evitar a utilização do remédio em caso de covid-19 enquanto outras pesquisas não forem feitas.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), o ibuprofeno deve ser evitado por aumentar os níveis de um receptor que facilita a entrada do vírus nas células. “O estudo traz um caso preliminar, hipotético, de que esse receptor facilitaria a entrada do vírus na célula. Essa recomendação de não utilização, portanto, é preventiva, até porque temos medicamentos alternativos para tratar os sintomas”, explica Ludhmila Abrahão Hajjar, diretora de Ciência, Tecnologia e Inovação da SBC.

Opinião semelhante tem Celso Granato, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e diretor médico do Grupo Fleury. Para ele, a associação entre o uso do remédio e o agravamento da doença ainda é preliminar porque não foi descrita em muitos estudos, mas, na dúvida, diz ele, a recomendação é evitar o medicamento. “Se fosse meu paciente, eu não daria ibuprofeno, optaria por outras medicações”, explica.

Fator. Na postagem em que fez o alerta, o ministro da Saúde francês, Olivier Verán, escreveu que “tomar medicamentos anti-inflamatórios (ibuprofeno, cortisona...) pode ser um fator para agravar a infecção”. “Se tiver febre, tome paracetamol. Se você já estiver tomando medicamentos anti-inflamatórios ou estiver em dúvida, consulte seu médico”, escreveu.

Consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia, Nancy Bellei explica que as evidências de que anti-inflamatórios não hormonais, como ibuprofeno, agravam casos de covid-19 ainda são frágeis, mas explica que já há diversos estudos comprovando que os anti-inflamatórios hormonais, conhecidos como corticoides, sabidamente pioram as infecções por coronavírus. Dessa forma, ela alerta, remédios como prednisona e dexametasona não devem ser utilizados em caso de coronavírus.

OMS. Nesta quinta, 19, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que está ciente das preocupações sobre o uso do ibuprofeno por pacientes com o novo coronavírus, mas que não desaconselha o uso do medicamento nesse tipo de caso. A entidade disse que tem consultado médicos que tratam pacientes infectados com o vírus e "não tem conhecimento de nenhum informe sobre efeitos negativos, além daqueles comuns que limitam seu uso em certas populações

Tudo o que sabemos sobre:
ciênciacoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.