Identificados genes ligados ao alcoolismo

Pesquisadores financiados pelo Instituto Nacional de Abuso do Álcool e Alcoolismo dos EUA identificaram genes que podem contribuir para o consumo excessivo de álcool. O estudo, feito com ratos, dá pistas sobre o mecanismo molecular que estão na base da tendência para beber. Foram identificados cerca de 4 mil genes que se diferem entre os ratos que bebem muito e os que bebem pouco. O foco então foi refinado para 75 genes. O trabalho foi publicado na PNAS.

Agencia Estado,

18 de abril de 2006 | 11h29

Tudo o que sabemos sobre:
notícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.