Idosa morre na França vítima da bactéria E. coli

Outros sete pacientes são tratados em hospital da cidade de Bordeaux

EFE

02 Julho 2011 | 08h55

Uma mulher de 78 anos hospitalizada devido à síndrome hemolítico-urêmica (SUH), causada pela bactéria E. coli, morreu na noite desta sexta-feira, 1, na cidade francesa de Bordeaux, informaram as autoridades sanitárias da França.

 

"Esta paciente - hospitalizada desde 24 de junho - desenvolveu muito rapidamente uma forma severa da SUH. Estava submetida a terapia intensiva no serviço de reanimação", assinalou em comunicado a Agência Regional da Saúde.

 

O estado de outros sete pacientes hospitalizados em Bordeaux com infecções vinculadas à bactéria, no entanto, continua "estável", acrescentou essa agência.

 

Em seis desses casos foi constatado que os doentes estão infectados com a bactéria E. coli, responsável por quase 50 mortes na Alemanha, embora não esteja estabelecido um vínculo preciso entre os casos alemães e os franceses.

 

Enquanto isso, a Comissão Europeia (CE) tenta esclarecer se existe alguma conexão entre ambos os focos.

 

Segundo Paris, sete das dez pessoas hospitalizadas em Bordeaux com infecções de E. coli e diarreia sanguinolenta haviam consumido sementes germinadas da companhia britânica Thompson&Morgan, pelo que apontam esta como a origem do surto.

 

A França pediu a Londres que desenvolva análises no terreno para comprovar se o foco das infecções se encontra na companhia com base em Ipswich, enquanto a Comissão Europeia solicitou uma troca de informações com a Alemanha para determinar a raiz dos casos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.