Imagem mostra formação intensa de estrelas em galáxia starbust

Galáxia Messier 82 tem formação de estrelas a taxas até centenas de vezes maiores do que em uma galáxia normal

estadão.com.br,

18 Janeiro 2011 | 10h47

 

SÃO PAULO - Uma nova imagem realizada pelo Observatório Chandra da galáxia Messier 82, ou M82, mostra o resultado da formação de estrelas em esgotamento. A M82 fica a cerca de 12 milhões de anos luz da Terra e é o local mais próximo do nosso planeta com condições similares às do universo quando mais novo e com intensa formação de estrelas.

 

A galáxia é chamada de galáxia starbust, onde as estrelas se formam a taxas até centenas de vezes maiores do que em uma galáxia normal. O nascimento de uma estrela pode ser causado pelo encontro próximo ou colisão com outra galáxia, que envia ondas de choque através da galáxia. No caso da M82, astrônomos acreditam que um encontro com sua vizinha M81 há milhões de anos desencadeou essa torrente de formação de estrelas.

 

Na imagem, a M82 é vista quase de lado com seu disco cruzando na transversal (onde raios X de baixa, média e alta energia são vermelhos, verdes e azuis respectivamente). Entre as 104 fontes de raios X da imagem, oito já apresentaram observadas até o momento como brilho muito forte e mudanças no brilho ao longo das semanas e dos anos. Isso significa que elas são excelentes candidatas para serem buracos negros puxando material de estrelas vizinhas que são muito maiores que o Sol. As observações do Chandra também são importantes para entender as rápidas taxas em que as supernovas explodem em galáxias starburst como a M82.

Mais conteúdo sobre:
espaço estrelas imagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.