Alexandre Godinho/ AE - agosto/2009
Alexandre Godinho/ AE - agosto/2009

Impedir cruzeiros durante crise da covid-19 é uma determinação, diz secretário da Saúde

Ministério da Saúde deve entrar em contato com gestores do Turismo para notificar sobre a proibição da partida dos navios, diz Wanderson Oliveira; há mais de 20 cruzeiros programados no País

Mateus Vargas, O Estado de S.Paulo

13 de março de 2020 | 20h42

BRASÍLIA - Impedir a realização de cruzeiros de turismo no Brasil durante o surto de novo coronavírus é uma determinação, disse nesta sexta-feira, 13, o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira. "Enquanto durar a declaração de emergência, os cruzeiros turísticos estarão interrompidos", afirmou.

Segundo ele, há mais de 20 cruzeiros programados no País. O Ministério da Saúde deve entrar em contato com gestores do Turismo para notificar sobre a proibição da partida dos navios, disse Oliveira. 

"Muitos idosos se concentram nesses locais, onde historicamente a transmissão respiratória é mais facilitadas", afirmou.

Oliveira disse que o governo terá de avaliar medidas para cruzeiros em curso. Uma hipótese é mandar encurtar o trajeto para que o navio retorne logo ao local de partida. 

Voos nacionais

Segundo o secretário, o governo não irá colocar como critério para triagem de casos do novo coronavírus viagens feitas no Brasil, o que chegou a ser cogitado nesta semana. 

A medida descartada poderia criar uma lista de alerta para locais dentro do Brasil, como chegou a ser feita para países com transmissão da doença. 

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.