EFE/EPA/Jagadeesh NV
EFE/EPA/Jagadeesh NV

Índia autoriza início de testes de vacina para covid-19 em humanos

Vacina desenvolvida por empresa e instituto de virologia é primeira a ter autorização para fazer testes em humanos na Índia; País é o quarto com mais casos do novo coronavírus no mundo

Redação, Reuters

30 de junho de 2020 | 08h22

BENGALURU - A potencial vacina contra covid-19 da companhia Bharat Biotech foi aprovada para ser testada em humanos, tornando-a a primeira candidata indiana a receber o aval da agência reguladora local. A autorização ocorre em um momento em que aumentam os casos do novo coronavírus no País de 1,3 bilhão de habitantes.

A Controladoria-Geral de Medicamentos da Índia aprovou o pedido da companhia para realizar as fases 1 e 2 de testes clínicos da Covaxin, que foi desenvolvida em conjunto com o Instituto Nacional de Virologia do Conselho Indiano de Pesquisa Médica, informou a empresa em comunicado na segunda-feira, 29.

Os testes clínicos em humanos devem começar em todo o País em julho. A Índia está atrás apenas de Estados Unidos, Brasil e Rússia em número de casos da covid-19. O País registrou perto de 20 mil novas infecções na segunda-feira, de acordo com dados do Ministério da Saúde local.

Mais de 16 mil pessoas morreram por causa da doença desde o primeiro caso na Índia, em janeiro. Especialistas temem que os hospitais do País densamente povoado não serão capazes de lidar com o aumento dos casos. Nenhuma vacina foi aprovada ainda para uso comercial contra a doença, mas há mais de 100 candidatas em todo o mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.