Índia confirma gripe aviária em galinhas no leste do país

Este é o segundo surto da doença no estado de Bengala Ocidental; animais serão sacrificados na terça-feira

AP

15 de dezembro de 2008 | 17h49

A cepa mortal do vírus H5N1 da gripe aviária foi encontrada em amostras tiradas de galinhas mortas no leste da Índia, disseram as autoridades nesta segunda-feira, 15.  Este é o segundo surto da doença no estado de Bengala Ocidental e milhares de aves tiveram que ser sacrificadas no Estado vizinho de Assam, que luta contra um surto há várias semanas.  Testes de amostras tiradas da vila de Lorhata, a 354 quilômetros de Calcutá, capital de Bengala Ocidental, mostraram a presença da cepa H5N1 da gripe aviária, disse Sirthar Kumar Ghosh, oficial local.  Ghosh disse que as autoridades começariam a sacrificar os animais na terça-feira, 16. Cerca de 3,5 mil aves morreram em Lorhata recentemente.  A Índia já conteve diversos surtos da doença anteriormente, incluindo em Bengala Ocidental em janeiro, quando sacrificaram-se cerca de 4 mil aves.  Não se tem notícia de nenhum humano que tenha sido contaminado no país com a gripe aviária, doença que já matou pelo menos 246 pessoas em todo o mundo de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Tudo o que sabemos sobre:
saúdegripe aviária

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.