Indonésia registra sua centésima vítima fatal da gripe aviária

Mais de 200 pessoas em 11 países perderam a vida por causa da doença, desde que reapareceu na China em 2003

Efe,

29 de janeiro de 2008 | 02h20

Uma mulher de 23 anos é a centésima vítima fatal da gripe aviária na Indonésia, informaram nesta terça-feira, 29, as autoridades sanitárias. Veja também:Indonésia confirma 99ª morte pela gripe aviáriaIndonésia confirma nova infecção humana da gripe aviária A jovem, que vivia no distrito de Bekasi, em Java Ocidental, morreu no domingo, e os testes realizados deram positivo para a variante H5N1, a mais fatal da gripe aviária, assinalou um porta-voz do Ministério da Saúde. No domingo, morreu uma criança de nove anos ao sul de Jacarta, e os cientistas investigam se as duas últimas vítimas tiveram contato direto com aves infectadas, segundo a mesma fonte. A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) advertiu recentemente que os últimos focos da doença em vários países demonstram que a gripe aviária continua sendo uma ameaça em escala global. A Indonésia continua sendo o país mais castigado, com 221 contágios de humanos, dos quais 100 morreram, incluindo as duas últimas vítimas, e a epizootia já é endêmica nas ilhas de Java (a mais povoada), Sumatra e Bali, assim como na região meridional das Célebes. Mais de 200 pessoas em onze países perderam a vida pelo letal vírus, desde que ele reapareceu na China no final de 2003.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe aviária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.